A chave para a proteção de marcas e empresas passa por uma nova arquitetura de cibersegurança

5 Min. de leitura

Warren Buffet, investidor e filantropo americano, declarou a seguinte frase: “Leva anos para construir uma reputação e segundos para destruí-la”, certamente a expressão soa verdadeiro em segurança da informação.

Embora Warren Buffet não estivesse se referindo à segurança da informação, a realidade é que a perda de confiança do cliente, que geralmente se origina de violações ou ataques cibernéticos, pode comprometer completamente uma organização. Hoje em dia, este cenário crítico é ainda mais provável como resultado da forte economia digital que vivemos.

As organizações agora são obrigadas a ter uma presença online com o propósito de fazer crescer a marca, aumentar o alcance e a exposição geral, ou enfrentam a possibilidade de ficar fora do mercado por não o fazer.

Embora isso possa ser incrivelmente empolgante do ponto de vista das equipes de marca, marketing e líderes de negócios, isso apresenta um novo tipo de desafio de segurança para profissionais de segurança da informação – que devem criar defesa contra quaisquer ameaças, sejam elas provenientes das mídias sociais ou da arquitetura tecnológica utilizada como suporte às operações de negócio da empresa.

A realidade é que estar online hoje expõe as empresas a novas ameaças diariamente – e os responsáveis ​​por proteger a organização devem reagir com mais velocidade e habilidade para se manter à frente do jogo.

Principais impactos dos ciberataques à marca, em virtude de uma arquitetura de segurança negligenciada

O dano à marca ocorre quando há perda de confiança do cliente ou quando a imagem da marca fica manchada. Esse resultado pode ser impulsionado tradicionalmente por produtos falsificados, publicidade negativa e, mais significativamente, em decorrência da economia digital, por violações de segurança em um ambiente de TI negligenciado.

Os ataques às marcas têm impactos tangíveis tanto na organização quanto no indivíduo. Aqui estão os três principais:

  1. Perda de confiança do cliente

Estima-se que, para marcas globais, a falta de confiança pode custar até US $ 2,5 trilhões por ano. O impacto afeta diretamente a reputação de uma empresa – e isso conta para tudo na economia digital.

A confiança pode ser composta de vários fatores – como atendimento ao cliente, confiabilidade, visão, segurança e proteção de dados.

Em termos de cibersegurança, uma violação pode afetar significativamente a forma como os clientes percebem a marca – e, como resultado, os consumidores podem escolher procurar outro lugar, por opções mais seguras e viáveis. Na prática, os consumidores fazem mudanças drásticas na forma como interagem com uma marca após uma violação de segurança.

  1. Perda Financeira

Além da confiança do cliente, os ataques à marca podem resultar em perda financeira direta – para o cliente e para a organização. Estima-se que os ataques de comprometimento de e-mail comercial, por exemplo, normalmente identificados como um golpe para induzir organizações a transferir fundos ilegitimamente, custaram US $ 1,86 bilhão em 2020, de acordo com Relatório de Crime na Internet de 2020 do Federal Bureau of Investigation (FBI) – e isso é apenas o comprometimento de e-mail comercial.

  1. Desvantagem Competitiva

Dois dos pontos acima mencionados podem impactar diretamente o desempenho de uma empresa – e dependendo da competitividade da indústria – tais fatores podem sufocar a competitividade no mercado.

Os consumidores não estão apenas preocupados com a veracidade das comunicações de uma marca, eles estão preocupados com o uso indevido de seus dados. A Salesforce relata que mais da metade dos consumidores temem que seus dados pessoais sejam vulneráveis ​​a hackers e julgam que as empresas não operam com seus melhores interesses em mente.

Investir em uma moderna arquitetura de cibersegurança reduz risco que sua marca corre contra ameaças e crimes cibernéticos

Esteja você ciente disso ou não, o mundo digital está se tornando um lugar mais perigoso para empresas globais e locais a cada ano, pois os criminosos cibernéticos têm a ganhar muito acessando seus armazenamentos de dados e obtendo informações confidenciais de negócios e clientes.

Portanto, ter uma arquitetura de cibersegurança moderna é vital para garantir a confiança dos clientes e continuidade da marca.

As principais ameaças que as empresas modernas precisam mitigar

Embora uma arquitetura de cibersegurança essencialmente proteja sua empresa de diferentes tipos de riscos, ela também a prepara para lidar com todos os tipos de ameaças, ensinando como mitigar e lidar com as consequências.

Quando se trata das maiores ameaças que as empresas modernas enfrentam hoje, as 5 principais são as seguintes:

  1. Ataques de phishing
  2. Malware
  3. Ransomware
  4. Senhas fracas
  5. Ameaças internas

Os cibercriminosos não vão parar por nada para atingir seus objetivos. Portanto, você precisa estar pronto para agir de acordo para garantir que sua marca esteja segura e protegida em todos os momentos. Você pode começar a garantir a proteção e segurança da marca usando as dicas abaixo visando modernizar a arquitetura de cibersegurança de sua empresa.

Entenda a segurança cibernética e seus elementos

O primeiro passo para uma empresa é entender totalmente o que envolve a segurança cibernética.

É essencial que os principais tomadores de decisão da marca compreendam os elementos de segurança cibernética e o que eles significam para a organização. Esses elementos incluem segurança do aplicativo, segurança da informação, rede, proteção contra desastres, conformidade do usuário final.

Uma compreensão adequada de como eles afetam a organização pode ser muito útil.

Compreenda as ameaças à segurança cibernética

Para aproveitar ao máximo a segurança cibernética para proteger as informações críticas, as empresas precisam entender a extensão das ameaças às quais podem ser expostas.

O uso de vários dispositivos digitais para operações do dia a dia os expõe a ameaças cibernéticas e ataques de usuários de tecnologia mal-intencionados. Muitos hackers são altamente qualificados e estão sempre trabalhando em maneiras de explorar os pontos fracos da infraestrutura e das redes de TI.

Avalie as soluções de segurança cibernética

Existem várias soluções gerenciadas de segurança cibernética disponíveis para as empresas. É muito importante que aqueles que têm a responsabilidade de usar a segurança cibernética e proteger as informações críticas avaliem as soluções disponíveis para avaliar o quão confiáveis ​​são. Eles precisam estar em sintonia com a inteligência de ameaças, que pode ser tática, contextual ou automatizada.

Ter um sistema moderno e integrado de Business Intelligence

Outro passo importante que uma marca deve dar para proteger informações críticas de negócios é investir significativamente em sistemas eficazes de inteligência de negócios.

Também se espera que esses sistemas sejam compartilhados em ameaças cibernéticas em potencial entre vários departamentos. Quando há uma rede estendida de dispositivos conectados, a segurança cibernética é aprimorada.

A inteligência acionável deve ser acompanhada por soluções de segurança robustas para proteção de dados ideal. Um provedor de soluções cibernéticas de boa reputação pode ajudar sua empresa a configurar o sistema de inteligência de negócios ideal.

Elabore uma estratégia e implemente o treinamento de funcionários

O aspecto técnico da segurança cibernética deve ser deixado nas mãos de especialistas, mas a implementação completa para a proteção de informações críticas de negócios envolve todos.

É importante que os funcionários sejam adequadamente treinados no prazo e com cuidado. Políticas de segurança cibernética também devem ser desenvolvidas e implementadas para garantir a segurança dos dados da empresa.

A sua marca representa o seu negócio e é a identificação online da sua empresa. Hackers e cibercriminosos tentarão infringi-lo; a boa notícia é que você pode detê-los em seus esforços e mitigar os danos antes que aumentem além do reparo.

Se você realmente deseja exibir sua marca como autoridade em seu nicho de negócios, indústria e mercado, precisará trabalhar em sua solução de proteção de marca e pesquisar como manter sua empresa protegida, segura e protegida o tempo todo.

Compartilhar
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email