Reduzir custos, minimizar riscos e ampliar a segurança: o papel do SOC virtual para as empresas 

A necessidade de uma infraestrutura de segurança confiável e eficaz nas empresas é cada vez mais urgente. Prova disso é o crescimento do mercado de centro de operações de segurança como serviço, que apresentou um CAGR de 15,7% durante o período de previsão de 2021 a 2026. 

Muitas empresas estão optando pelo SOC – Centro de Operações de Segurança para obter melhores estratégias de gerenciamento e segurança da informação. Além disso, o SOC também pode ajudar a reduzir custos e melhorar a confiabilidade das suas operações e pode ser gerenciado internamente pela própria equipe de TI da empresa ou gerenciado externamente por um provedor de serviços de segurança terceirizado. 

A necessidade do SOC já não é novidade, o desafio agora é torná-lo mais eficiente e viável financeiramente 

Um ataque bem-sucedido pode custar às organizações não apenas grandes somas de dinheiro em danos à reputação, mas também levar à perda de clientes e paralisação das operações. 

Mas, a grande questão é saber como manter um SOC interno, ampliando sua eficiência diante dos riscos de segurança que evoluem a cada dia e ao mesmo tempo manter sua viabilidade financeira frente aos altos custos operacionais de pessoal e tecnologia. 

Ao buscar um SOC virtual, as empresas passam a ter uma opção factível que converge entre tecnologia de segurança de última geração, corpo técnico especializado avançado e custos compatíveis com a realidade atual das empresas. 

Mesmo diante dos já conhecidos benefícios do SOC gerenciado internamente, o SOC virtual se torna uma opção para as empresas que visam otimizar custos financeiros e melhorar a confiabilidade das operações.   

Vejamos uma comparação entre o SOC gerenciado internamente e o SOC virtual: 

SOC gerenciado internamente: 

  • Postura de segurança aprimorada: um SOC bem executado pode ajudar a melhorar a postura de segurança geral de uma empresa, fornecendo melhor visibilidade dos riscos e vulnerabilidades de segurança da organização. 
  • Eficiência no tratamento aos incidentes: um SOC gerenciado internamente pode ser mais eficiente do que confiar em um modelo tradicional de segurança, pois pode ser adaptado especificamente às necessidades da organização. 
  • Custos de acordo com a realidade: um SOC interno requer um investimento inicial em infraestrutura e pessoal, mas os custos operacionais são geralmente mais baixos do que os de um modelo tradicional de segurança. 

SOC virtual:

  • Experiência especializada avançada: um provedor de SOC gerenciado externamente terá um time de profissionais especializados em segurança que poderão fornecer às empresas uma visão atualizada dos riscos de segurança. 
  • Escalabilidade: um provedor de SOC virtual também pode oferecer uma solução mais escalonável para as empresas, permitindo que elas ajustem facilmente o nível de serviço de acordo com as necessidades de segurança da organização. 
  • Monitoramento 24/7: um provedor de SOC gerenciado externamente também pode oferecer um monitoramento 24/7, o que é ideal para as empresas que precisam de um nível elevado de proteção contra ameaças de segurança.  

Há muitos benefícios em ter um SOC, seja ele gerenciado internamente ou por terceiros. Cada abordagem tem seus benefícios específicos, mas, no final, o objetivo de um SOC virtual é fornecer às empresas uma infraestrutura de segurança ainda mais robusta e confiável diante da evolução dos ataques de cibercriminosos, além de ampliar a maturidade da empresa quanto à proteção de dados e a continuidade dos negócios. 

SOCs alcançam seus objetivos de segurança quando viável financeiramente e implementados de forma eficiente  

Mais de 80% das empresas que possuem um SOC o veem como um componente essencial em sua estratégia de segurança cibernética. 

Porém, para a maioria delas, especialmente as PMEs, executar um SOC interno é uma despesa enorme, pois são necessários pelo menos 8 a 12 especialistas em segurança para garantir operações 24 horas por dia, 7 dias por semana. 

A decisão de gerenciar um SOC interno ou externamente deve ser feita com base nas necessidades específicas da organização. 

Optar por um SOC gerenciado internamente pode ser inicialmente a melhor opção para quem visa minimizar os investimentos em segurança. Mas, se a complexidade e a experiência forem preocupações e uma prioridade, um SOC virtual gerenciado externamente é a melhor opção. 

O SOC virtual melhora os recursos de defesa cibernética das empresas 

Em resumo, os SOCs estão se tornando uma estratégia cada vez mais popular para empresas que desejam melhorar sua postura de segurança cibernética. Eles permitem que as empresas protejam suas redes de maneira mais organizada e estão trabalhando para criar uma maneira eficaz de gerenciar e coordenar os esforços de várias equipes de segurança. 

Essa é uma estratégia fundamental para as organizações melhorarem seus recursos de defesa cibernética enquanto lidam com o custo e a complexidade crescentes dos ataques cibernéticos. 

Entre em contato com os especialistas da ISH e saiba como implementar a melhor opção de SOC na sua empresa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.